erimarimois@bol.com.br

terça-feira, 8 de maio de 2012

A história da Maquiagem


A maquiagem já foi utilizada com vários significados: como recurso para camuflar e assustar os inimigos.


como forma de identificação por alguns grupos, e até como forma de marcar a passagem da adolescência para a idade adulta (comum em algumas tribos africanas).
 Mais tarde, o Kohl, carvão misturado com óleo vegetal e gordura animal, apareceu no antigo Egito e era utilizado por homens, mulheres e crianças para proteger os olhos contra infecções e formar uma barreira contra os raios solares.

É nesse ponto da história que a maquiagem ganha a conotação que tem hoje: as mulheres de Tebas ficaram famosas por sua beleza e por seus olhos maquiados. Depois dos egípcios, os gregos e romanos entraram nessa moda. Os romanos esfregavam cortiça queimada nos cílios para escurecê-los. Eles eram fãs das sombras e pós para realçar a pele, e também usavam corantes para deixar os lábios mais vivos.  
Na Idade Média, as mulheres queriam sempre parecer mais bonitas, de acordo com o padrão da época. Tiravam as sobrancelhas e faziam de tudo para evitar o sol, usando os pós para deixar a pele mais clara.  
Foi na França que os cosméticos se instalaram definitivamente. No início do século passado eles foram popularizados em todo o mundo, a partir da revolução industrial, que tornou a fabricação muito mais simples, aliada à invenção do cinema, que exibia lindas mulheres maquiadas que difundiram um modelo de beleza.